Defesa, Reabilitação e Salvaguarda do Património

O Símbolo

Memória Descritiva

Logótipo AHP

Na criação do logótipo da AHP – Aldeias Históricas de Portugal, esteve sempre presente a ideia de representar de forma simbólica e simples o que é objecto da Associação.

Para isso foi utilizado, o Circulo, a Recta, o Quadrado.

Utilizando os Seculares instrumentos da geometria, a Régua, o Esquadro e o Compasso, foi criado um Circulo Preto, uma representação da origem do Universo Celeste, do Vazio. O Nada.

Justaposto sobre este, deslocado sobre o Nada, numa alusão à Luz e à Harmonia, um Circulo Branco. Representado assim o mundo Espiritual e a Força que ilumina.

Sobre os dois mundos, o Preto e o Branco, as Trevas e a Luz, o Nada e o Tudo, a intersecção de duas rectas, na sua Verticalidade evocam, carácter e determinação. A simetria que cria permite-lhe representar o H de História como eixo referencial.  Marca a Equidade, o Centro, a Moderação e  o Equilíbrio na relação de,  Aldeias e Portugal.

O espaço Vertical aberto a branco, entre as linhas rectas, simboliza a passagem e o caminho, a fluidez, abertura e a transparência, atributos que devem caracterizar projectos Históricos.

O Quadrado ou o ponto central, a vermelho como símbolo de comunhão, o Centro e a Origem das coisas. Entre as rectas e sobre a Passagem, representa a Dificuldade e Abnegação necessária. Uma Janela, uma Visão equidistante, de, e sobre tudo.

O conjunto Simétrico nas representações, salientam Três, os pilares fundamentais que orientam a AHP; Equilíbrio, Verticalidade e Determinação .

Autor: Carlos Botelho